Ele veio até mim


13322167_875980372513856_3779682712275664443_n

 

Ele veio até mim… seus olhos ardiam em desejo.
Pisava firme, decidido a me tocar.
Seus lábios cerrados bruscamente, a respiração difícil. Ele arfava.
Ele veio até mim… Podia ver o suor em seu rosto, a camisa branca estava translúcida e eu quase podia ver seu peito.
Eu podia sentir o calor e o cheiro que ele exalava. Era bom. Era excitante.
Ele veio até mim… raivoso. Tinha um certo ódio nos olhos castanhos.
Tinha ódio. Confesso que estava me assustando.
Ele veio até mim... e eu apenas não sabia o que fazer, não sabia de mais nada.
Ele veio até mim… e segurou minhas mãos de uma forma tão doce, mal pude acreditar.
Suas mãos eram macias, seu cheiro inebriante e doce.
Queria provar seu gosto: “que gosto seus lábios têm?”, perguntava a mim mesma.
Talvez ele me beijasse. Talvez me deixasse ali, sem o fazer. Talvez… mas seu gosto seria o mesmo.
Ele veio até mim… e o mistério que tinha nos olhos, perfeito! Indecifrável.
Talvez, se eu o sentisse… que gosto teriam seus lábios, seus beijos…
E me encarava de uma forma nada sutil, como se me testasse.
Ele sabia o que pensava sobre isso. Ele sabia.
Não se afastou de mim, porém, e o silêncio se quebrou naquele beijo. Como imaginei: indescritível.
Ele veio até mim… ou será que eu fui até ele?

By – Alice Gonçalves escrito originalmente em  (29-06-11)

Anúncios

Sobre Alice Gonçalves

(...) Do que sei sou ignorante. (...)
Esse post foi publicado em De Alice para Michael. Bookmark o link permanente.

Gostou ? então comente

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s